Tem uma beleza esplêndida a tristeza, a solidão e a melancolia quando viram literatura... elas conseguiram se tornar alguma coisa e não ficaram presas em alguém

sábado, 20 de junho de 2009

no meio da tempestade me mandaram para as nuvens...
eu que sempre temi tantos estrondos e descargas eletricas...
estava alí.
perdida, desesperada

nas nuvens!
alí estava... onde tanto ouvi falar ser paraiso.
e até tentei
tolamente tentei descobrir as tais maravilhas
mas vi a furia dos céus
cai com sua respiraçao ofegante
me afoguei em suas lagrimas...

nao quero mais as nuvens!

3 comentários:

J. disse...

Me identifiquei mt com seu texto Jack... Almejei tanto uma coisa...consegui...e agora nao vejo a maravilha q pintavam...me deparei com uma realidade q me assusta...quero voltar e consertam o q eu escolhi precipitadamente... adooooro seu espaço...adoro vc! beijos!

DIAVOLO disse...

Hola... he visto tu blog y me encantan las fotografías que utilizas, tienes muy buen gusto.

Un beso.

Ramon Alcântara disse...

As nunvens negras com suas maldades polimorfas e suas mortes condensadas passam devagar como lobo em pele de cordeiro. As nunvens são os verdadeiros labirintos intransitáveis!

abzzzzz